Verbas Rescisórias: Demissão

Fui demitido! O que vou receber da empresa?



A empresa tem direito de demitir o funcionário a qualquer momento do contrato de trabalho, salvo em situações que o mesmo possui estabilidade como gravidez, membros da CIPA e afastamento pelo INSS.


Quando ocorre a demissão sem que seja por justa causa, o trabalhador tem direito aos seguintes valores:



Saldo de Salário


O salário proporcional aos dias do mês que foram trabalhados até a demissão.

Exemplo: se for demitido dia 13, deverá receber 13 dias de salário.


Para calcular, é simples:

Divida o valor do salário por 30 (quantidade de dias no mês).

Ex: R$1600 / 30 = R$53,33

O resultado, multiplique pela quantidade de dias trabalhados no mês*.

Ex: R$53,33 x 13 = R$693,29.


*Em caso de faltas não justificadas durante o mês, ou seja, sem atestado, esses dias serão descontados. Nesse caso, conte os dias que trabalhou sem contar com as faltas.


13º Proporcional


Este valor depende de qual mês do ano o funcionário está sendo demitido. Como o próprio nome diz, o 13º é um salário a mais que se recebe depois de completar 12 meses de trabalho. Exemplo: se for demitido em Maio, mês 5, receberá proporcional aos 5 meses trabalhados.


Para calcular, é simples:

Divida o valor do salário por 12 (quantidade de meses do ano).

Ex: R$1600 / 12 = R$133,33

O resultado, multiplique pela quantidade de meses trabalhados no ano.

Ex: R$133,33 x 5 = R$666,65.


Férias Vencidas


Quando o empregado completa 12 meses de trabalho, tem direito à férias vencidas equivalentes ao valor de um salário mais 1/3 do mesmo. Se ele tiver tirado alguns dias e ainda tenha um restante de dias para tirar férias (exemplo, tirou 10 dias e ainda tem 20 para tirar), receberá o valor dos dias faltantes.


Para calcular, é simples:

Divida o valor do salário por 3.

Ex: R$1600 / 3 = R$533,33

O resultado, adicione ao valor do salário.

Ex: R$533,33 + R$1600 = R$2133,33


Caso tenha tirado alguns dias, divida o sálario por 30 (dias totais de férias).

Ex: R$1600 / 30 = R$53,33

O resultado, multiplique pela quantidade de dias que faltariam tirar de férias

Ex: R$53,33 x 20 = R$1066,60 (salário a receber)

O resultado, divida por 3.

Ex: R$1066,60 / 3 = R$355,53

Some o salário a receber que foi calculado com o 1/3.

Ex: R$1066,60 + R$355,53 = R$1.422,13


Férias Proporcionais


As férias são o descanso atribuído a cada 1 ano de trabalho. Ao ser demitido antes de completar o ciclo de mais um ano, o empregado recebe a quantidade proporcional aos meses que trabalhou.

Exemplo: se entrou na empresa em abril de 2016, todo mês de abril completará mais 1 ano. Caso seja demitido em novembro, deverá receber o proporcional aos 7 meses (de abril a novembro) que foram trabalhados.


Para calcular, é simples:

Divida o valor do salário por 12 (quantidade de meses do ano).

Ex: R$1600 / 12 = R$133,33

O resultado, multiplique pela quantidade de meses trabalhados desde que completou um novo ano.

Ex: R$133,33 x 7 = R$933,31 (salário a receber)

O resultado, divida por 3.

Ex: R$933,31 / 3 = R$311,10.

Some o salário a receber que foi calculado com o 1/3.

Ex: R$933,31 + R$311,10 = R$1.244,41


Aviso Prévio


Refere-se ao valor que a empresa paga quando o colaborador é demitido e no mesmo dia deve se retirar. Caso tenha 1 ano na empresa, o aviso prévio é de 30 dias. A cada ano a mais, é acrescentado mais 3 dias a esse aviso.

Exemplo: se completou 3 anos de empresa e foi demitido, seu aviso prévio será de 36 dias (30 do primeiro ano, 3 do segundo ano e 3 do terceiro ano). Se trabalhou menos que 2 anos na empresa, receberá o valor de um salário, que seriam os 30 dias.


Para calcular, é simples:

Divida o valor do salário por 30 (quantidade de dias do mês).

Ex: R$1600 / 30 = R$53,33

O resultado, multiplique pela quantidade de dias do aviso prévio.

Ex: R$53,33 x 36 = R$1919,88.


Multa de 40% sobre o FGTS


No tempo em que o funcionário esteve trabalhando, a empresa deve depositar mensalmente o valor equivalente a 8% do salário na conta do FGTS dele. Em caso de demissão, a empresa deve pagar uma multa de 40% do valor total que deveria estar depositado na conta do FGTS. Ou seja, mesmo que a conta esteja zerada por qualquer motivo, a multa de 40% será paga.


Para calcular, é simples:

Multiplique o salário por 0,08 (representa os 8%).

Ex: R$1600 x 0,08 = R$128

O resultado, multiplique pela quantidade de meses trabalhados desde que entrou na empresa.

Ex: R$128 x 31 = R$3968

Multiplique este valor por 0,4 (representa os 40%).

Ex: R$3968 x 0,4 = R$1587,20


Liberação do FGTS


Após a empresa realizar o pagamento da rescisão, o empregado poderá comparecer à Caixa Econômica e solicitar o saque do FGTS. Nesse caso, verificar junto ao banco quais documentos e procedimentos são requisitados para isto.


Seguro Desemprego


Junto com o FGTS, também poderá solicitar o seguro desemprego junto à Caixa Econômica. Também é importante verificar junto ao banco quais documentos e procedimentos são requisitados.


Veja também nossos posts de verbas rescisórias em casos de Pedido de Demissão, Demissão por Justa Causa e Acordo entre as Partes.


Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco aqui pelo site!

  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram

Simões Macedo é um escritório de advocacia, voltado para processos trabalhistas.

E-mail: contato@simoesmacedoadv.com

Endereço: Av. Paulista, 2300 - Andar Pilotis. Cerqueira César, São Paulo - SP, 01310-300

 

WhatsApp: (11) 9.8296-9376

Atendimento

Segunda a Sexta das 08h às 19h

Sábado das 10h às 14h

Copyright © Simões Macedo Advocacia Trabalhista - 2019